Dinâmicas e brincadeiras para suas aulas de inglês


Material -Barbante
(ideal para primeiro dia de aula)
1 novelo grande de barbante
Execução
Coloque na lousa algumas sugestões de perguntas pessoais, tais como:
  • idade
  • o que faz além da escola
  • o que quer fazer no futuro
  • passatempo predileto
  • esporte favorito
E tudo o mais que você deseja saber ou ache importante na primeira aula.
Entregue o novelo de barbante a um aluno, diga que terá que segurar a ponta do barbante e jogar o novelo para o aluno para quem vai fazer perguntas.
O aluno segura na ponta do novelo (que mantém o tempo todo em sua mão) e joga para o segundo aluno, faz as perguntas sugeridas e então o aluno que respondeu segura na parte do barbante e joga o novelo para o próximo aluno, que deverá fazer o mesmo.
Ao final, haverá uma enorme “teia”, os alunos riem muito, se divertem e por vezes têm que ajudar para que o novelo chegue ao aluno que responderá as perguntas.
Sugestões e objetivos
Em aulas de idiomas as perguntas podem ser no idioma ensinado e servirão como uma revisão.
Após o jogo, já com a teia montada, pergunte aos alunos:
  • Seria fácil fazer essa teia sem a ajuda dos outros?
  • Foi necessária a ajuda de todos para que se formasse?
  • A colaboração é necessária para se construir alguma coisa?
  • Saber mais sobre os outros também promove uma “ligação” entre as pessoas?
  • Até que ponto nos preocupamos com o outro que está na outra ponta do barbante?
  • O que podemos dizer para essa pessoa?
  • Que ligações eu tenho com essa pessoa além do barbante?
  • O que temos em comum?
Também pode-se perguntar (para alunos mais maduros) o que acharam da brincadeira e o que ela lhes sugere.

Brincadeira das bexigas

A brincadeira das bexigas pode ser usada no primeiro dia de aula para animar os alunos e também para transmitir a eles a importância do trabalho em grupo.

Leve um rádio ou qualquer outro aparelho no qual possa tocar música, escolha uma que eles gostem. Leve também um saco de bexigas de forma que possa entregar uma a cada aluno, e peça a eles que cada um encha a sua.

Quando todos já tiverem enchido explique que terão que ficar jogando as bexigas para cima como se fosse uma peteca (mas de forma suave) de forma a que não caiam no chão e que irá fazendo sinal aos alunos que deverão ir saindo da brincadeira. Os alunos que ficarem não podem deixar as bexigas caírem, os alunos vão saindo mas as bexigas que eles estavam jogando continuam no jogo.

No início será fácil mas à medida que você for acenando aos alunos para saírem os outros vão tendo cada vez mais trabalho para equilibrar as bexigas, cada vez em número maior que o de alunos. Termine a brincadeira quando tiver apenas um aluno sozinho tentando manter todas as bexigas no ar.

Pergunte a eles o que acharam da brincadeira, se foi fácil ou difícil. Eles certamente lhe dirão que no início foi fácil, mas à medida que os alunos foram saindo foi ficando cada vez mais difícil. É hora então de você conduzir para a idéia que você quer (se algum aluno já não tiver feito isso) de que o trabalho em grupo também é assim, quanto mais elementos do grupo ficarem de fora na hora da execução, mais trabalho e menos chance de sucesso terão os elementos que estiverem executando o mesmo.


Dinâmica para o primeiro dia de aula

Essa dinâmica é interessante porque faz com que os alunos conversem e descubram coisas sobre os colegas, ao mesmo tempo em que promove movimentação, seus alunos não estarão apáticos e com sono depois dela.

Material necessário:

- 1 apito

- relógio

- lista de atividades

Divida os alunos em 2 ou 3 grupos, dependendo do número de alunos em classe. É interessante que os grupos tenham entre 7 e 10 elementos cada. Nomeie os grupos: azul, amarelo, verde. Peça a eles para fazer fila, cada grupo faz uma fila à sua frente.

Com sua lista em mãos, diga que têm 3 minutos para se organizarem em ordem crescente de idade. Ao final dos 3 minutos apite. Depois do apito os alunos não podem mais trocar de lugar. Verifique o grupo que está mais certo, inclusive por meses (11 anos e 2 meses, 11 anos e 3 meses, etc). Depois diga que têm 3 minutos para se organizarem por ordem alfabética de primeiro nome. Você pode adicionar vários ítens à sua lista. Quem tem mais irmãos, do mais alto ao mais baixo, ordem alfabética inversa de sobrenome... sua imaginação é o limite. Ganha o grupo que cumprir mais tarefas sem errar, ou o que errar menos.

É importante afastar as carteiras para essa brincadeira, e assim evitar que se machuquem. Permita que baguncem à vontade enquanto se organizam. Dependendo da idade e conhecimento de seus alunos você poderá incluir várias tarefas (mês de nascimento, número de irmãos, mais vogais no nome, etc.). Se você é professor de idiomas também pode fazer essa brincadeira, basta substituir os comandos de português para o seu idioma: en orden de meses de nacimiento, number of brothers and sisters, etc...

Quando faço essa brincadeira meus alunos se divertem muito - e eu também.

Dinâmica das bexigas para o trabalho em equipe

60bexigasEssa dinâmica serve para evidenciar o valor do trabalho em equipe (grupos), a colaboração entre seus membros e a participação de todos.
Material
Bexigas, cordão para amarrar, caixas de papelão
Preparação
  • Encha todas as bexigas (pode ser com a ajuda dos alunos e coloque-as no chão, de um lado da classe.
  • Divida os alunos em pares.
  • Cada par recebe um número e escolhe uma caixa, escrevendo o número do lado de fora dela.
  • Os alunos levam as caixas vazias com seus números para o outro lado da sala (lado contrário o das bexigas).
Objetivos
Cada par deve transportar as bexigas do chão para o outro lado da sala, onde estão as caixas, e colocar uma a uma em sua caixa. Como estão com as mãos amarradas, deverão fazê-lo encostando-se em seu parceiro, amparando a bexiga no meio dos dois e transportando-a assim.
Ganhará o par que – quando todas as bexigas estiverem nas caixas – tiver o maior número de bexigas em sua respectiva caixa.
Avaliação
Os alunos devem debater:
  • A atividade foi fácil ou difícil?
  • Qual foi a parte mais difícil da atividade: retirar as bexigas do chão, transportá-las sem deixá-las cair e sem estourá-las ou colocá-las na caixa?
  • A atividade seria possível sem a ajuda de seu companheiro?
  • Existem outras atividades que são muito difíceis ou até impossíveis sem a colaboração de outra pessoa?
  • A colaboração de outra pessoa só será benéfica em algumas situações ou será sempre um facilitador?

    Dinâmica “quebra-gelo” para o início das aulas

    images (1)Dinâmica das balas

    Essa dinâmica destina-se a coletar informações sobre seus alunos logo que as aulas se iniciam e também pode ser usada para “quebrar o gelo”em grupos que ainda não tiveram contato, pois reconhecendo gostos e hábitos semelhantes aos seus os alunos ou participantes irão sentir-se mais confortáveis.
    Como preparar
    Abra um documento do word e insira uma tabela com o número de colunas igual a1 e o número de linhas correspondente ao número de participantes da brincadeira.
    Em cada linha da tabela coloque uma pergunta, você poderá usar as sugeridas no final dessa postagem ou qualquer outra informação que queira obter de seus alunos no primeiro dia.
    Imprima e corte em tiras, depois dobre até ficar um quadradinho bem pequeno.
    Compre balas de vários sabores e coloque-as num saquinho ou caixa onde eles não poderão ver o conteúdo. Cole com fita crepe uma pergunta em cada bala.
    Como jogar
    Com os alunos em círculo, apresente o saquinho ou caixa ao primeiro aluno à sua esquerda. Ele deverá pegar uma bala e ler a pergunta em voz alta para toda a classe e depois respondê-la.
    Você pode adicionar umas balas com dizeres diferentes, caso queira também sortear algumas lembrancinhas nesse primeiro dia. Veja abaixo algumas sugestões de perguntas.
    Sugestões de perguntas para incluir na brincadeira
    Pessoais
    Descreva sua família. / Você tem animal de estimação? Fale sobre ele. / Quais são seus programas de TV favoritos? / De que tipo de música você gosta? Fale sobre o assunto. / Quem é seu melhor amigo e por que você o considera assim? / Qual seu gênero favorito de filmes?
    Hábitos
    O que você faz no final de semana? / Qual o seu hobby? / Você coleciona alguma coisa? / Com que frequência usa a internet? / O que faz em seu horário livre durante a semana? / Pratica algum esporte? Fale sobre isso.
    Escola
    Qual a matéria que gosta mais? / Em que matéria tem mais dificuldade? / Qual a menor nota que já tirou? Por que você acha que isto aconteceu? / Você já colou na prova? Conte como foi. / Você faz sua lição de casa em dia. Se não, por quê? / O que vai estudar quando terminar o segundo grau? / Que tipo de profissão vai escolher?
    Outras sugestões
    Você pode usar sua criatividade, e se for professor de idiomas essas perguntas podem estar no idioma ensinado. Também poderá usar essa brincadeira para uma revisão oral antes de uma prova de história, geografia, ciências, etc. Fica a cargo da sua imaginação adaptar essa atividade, e depois pode dividir conosco o resultado.

    Quem sou eu - dinâmica para primeiro dia de aula

    Uma boa dinâmica para a primeira aula é o jogo "Quem sou eu". Para preparar é fácil e você vai conseguir com que todos aprendam os nomes um dos outros e será uma ótima oportunidade para você também aprender. Nas classes de inglês será uma boa oportunidade de revisar vocabulário básico, o verbo 'to be' e as pessoas do singular (I, you, he, she) se feito em inglês. O mesmo acontece em espanhol, mas você pode simplesmente fazer o jogo em português se não dá aula de inglês ou espanhol.

    Faça quadrados de cartolina com figuras das palavras que vai usar no jogo, coisas básicas e que tenham aprendido no ano anterior se for professor de inglês ou espanhol, ou qualquer objeto se for fazer o jogo em português. Deve fazer os quadrados de cartolina ou qualquer outro papel grosso no mesmo número de alunos + 1, que você usará.

    Coloque-os em círculo (de preferência), distribua os cartões para os alunos, pedindo que não mostrem ainda uns aos outros. Comece mostrando o seu e diga, em português, inglês ou espanhol, conforme o caso:

    - Eu sou Fulano e sou um(a) - diga o nome da figura que está no seu cartão. Uma bola, por exemplo.

    Aponte um aluno aleatoriamente, que dirá para você na língua do jogo:

    - Você é Fulano e é uma bola, eu sou Beltrano e sou uma bicicleta.

    Ele deve então apontar outro aluno, que olhará para você e dirá:

    - (apontando o aluno anterior) Ele é Beltrano e é uma bicicleta, você é Fulano e é uma bola, eu sou Sicrano e sou um livro.

    Cada aluno apontado deve dizer tudo que os outros disseram, apontando cada aluno e finalizando sempre com 'você é Beltrano e é uma bola, eu sou .... e sou um(a) ...

    Você pode colocar figuras que vão ficar engraçadas ditas pelos alunos, e eles vão se divertir enquanto vão memorizando os nomes uns dos outros. Na verdade essa dinâmica é uma boa ajuda para que você também aprenda os nomes deles, o que é desejável em um professor, que no mínimo saiba o nome de seus alunos.

    Verdade ou mentira? - Dinâmica para o início das aulas

    Excetuando-se as classes novas, todo ano eu começo com uma classe que já se conhece e eu tenho que conhecer a todos e tentar integrá-los ao máximo. Essa dinâmica mostra que nem sempre a gente conhece bem quem está do lado, nosso conhecimento é muito limitado e restringe-se ao ambiente em que estamos.

    Essa dinâmica é muito útil para mim porque quando dou as aulas de inglês ou espanhol procuro inserir o que estou ensinando à realidade do aluno. É importante saber do que eles gostam e o que fazem fora da escola para tornar a aula mais interessante e também mostrar de forma objetiva como usar em seu cotidiano o que estão aprendendo.

    Entrego um pedaço de papel a cada aluno e digo que terão que escrever nele 3 frases sobre si mesmos, sendo que uma delas será falsa. Mas não devem escrever coisas óbvias como 'tenho olhos verdes' e sim coisas que os amigos saberiam sobre ele, como 'já fui ao Japão', por exemplo.

    Peço a eles que coloquem o nome e escrevam as 3 frases (e é claro que eu vou guardar esses papéis para uso posterior quando for preparar as aulas), depois eles me entregam todos. Escolho um papel aleatoriamente e leio a primeira frase, perguntando de quem é. A classe vai dando seus palpites e instruo os alunos que quando identificaram o que escreveram disfarcem e também digam que acham que é do Fulano.

    Anoto na frente da frase o nome de quem a maioria da classe achou que era o dono e escolho outro papel. Vou lendo as primeiras frases de cada um, depois começo a ler a segunda e por fim a terceira frase, sempre anotando na frente da frase de quem a classe achou que era.

    No final todos já estão ansiosos e eu leio a frase e digo: essa que vocês acharam que era do Fulano na verdade é da Sicrana. E faço algumas perguntas sobre a frase à aluna. Vou fazendo isso até terminar e depois pergunto aos alunos o que acharam da brincadeira.

    Eles normalmente acham divertido porque ficam sabendo mais sobre os colegas e também ficam surpresos por saber relativamente pouco sobre eles.

    Eu já tive grandes surpresas com essa brincadeira, uma vez uma aluna escreveu 'já tive uma parada cardíaca' e todos achamos que a frase era falsa mas era verdadeira, depois pedi a ela que contasse como isso aconteceu. Outra aluna escreveu 'já viajei de avião 63 vezes' e também era verdadeira.


    Entrevista

    No primeiro dia de aula sempre procuro saber os dados pessoais dos alunos: o que fazem, o que gostam, o que não gostam. Em vez de passar uma ficha para que preencham seus dados, principalmente em classes de iniciantes onde ninguém se conhece, procuro fazer diferente.

    Em primeiro lugar preparo uma fichinha bem bonitinha para ser preenchida com todos os dados do aluno: idade, telefone, email, esporte favorito, música, filme que mais gostou, livros que leu e gostou, se tem irmãos, nomes dos pais, etc. Incluo tudo o que gostaria de saber e que irã me ajudar na hora de preparar uma aula "customizada".

    Logo no início da primeira aula, depois que me apresento e digo como será o semestre, regras, etc, digo a eles que eles irão entrevistar alguém. Dou a cada um uma ficha e digo que devem fazer aquelas perguntas a alguém até preencher todos os dados. Peço também que anotem o nome do aluno que entrevistaram.

    Digo também que terão alguns minutos apenas (8, 10, conforme o número de alunos) e que poderão escolher quem querem entrevistar, mas que cada aluno só poderá ser entrevistado uma vez (se o que escolheram já foi entrevistado terão que escolher outro) e que todos devem ser entrevistados.

    A classe fica numa bagunça total durante os minutos da entrevista, quando o tempo termina eu apito ou toco uma sineta. Voltam todos a seus lugares, então eu pergunto a um aluno quem ele entrevistou. Ele diz o nome do aluno e o aponta, então eu pergunto: como é o nome da mãe dele?

    E vou assim, perguntando a cada um quem ele entrevistou e fazendo uma das perguntas. Quando eu tiver feito todas as perguntas (não sobre todos os alunos, uma pergunta sobre cada aluno) eu encerro e recolho as fichinhas, que ficam comigo o ano todo e vou acrescentando mais dados, à medida que vão sendo informados ou que sofrem mudanças.

    Gincana

    Essa pode ser feita para dar uma relaxada e também aproveitar para recordar cores, verbos, etc. Divida a classe em dois grupos, cada grupo ficará em um canto da sala, um do lado direito e outro do lado esquerdo.

    Em cima de sua mesa, deixe uma campainha, dessas que se usam em hotéis para chamar quando o empregado não está. Você fica na frente com sua lista e se for professor de inglês peça: "something wet", "something yellow", "used to write", "you write on it", etc. A cada objeto pedido, um dos membros do grupo deve correr e levar o objeto à sua mesa, se estiver correto, bater a campainha. Dê a ele uma fichinha. No final da gincana os grupos contam as fichas, ganha o grupo que tiver mais fichas. Se for professor de espanhol, deve pedir coisas como "algo mojado", "algo amarillo", "que se usa para escribir", etc. Sua imaginação e o vocabulário que eles conhecem e você pretende dar um "refresh" é que irão determinar o que você vai pedir na gincana.

    Esse jogo pode ser feito em 15 ou 20 minutos finais da aula, é bem rápido, mas como eles têm que correr além de procurar as coisas, costumam ficar cansados e suados - hora de irem pra casa.

    Atividades preliminares

    Atividades preliminares levam apenas alguns minutos e servem para colocar os alunos em estado de alerta (numa classe muito apática), acalmá-los (numa classe de alunos hiper-ativos) ou ainda despertar a vontade de aprender. No caso de idiomas, servem para "acordar" o idioma em seu cérebro, fazendo com que esqueçam o português temporariamente e ajustem suas mentes ao idioma que estão aprendendo.

    O ideal seria começar cada aula com algum tipo de atividade mas nem sempre isso é possível, todos temos um cronograma a cumprir e o tempo nem sempre é suficiente, mas apesar de tomar alguns minutos de sua aula, as atividades devem sempre ser tentadas porque poupam muito tempo depois, que seria usado chamando a atenção de alunos, pedindo que parem de conversar, ou repetindo a mesma pergunta diversas vezes.

    Eu nunca fiz a "chamada", limito-me a entrar na classe, dar uma olhada geral e perguntar: "alguém faltou?" Em classes maiores eu os contava mentalmente enquanto diziam "good morning", ou analisava se havia alguma carteira vazia para checar a informação. Simplesmente colocava a falta para o aluno faltoso e deixava para preencher o restante da caderneta no intervalo ou quando estivesse em casa. Dessa forma eu conseguia alguns minutos para alguma atividade.

    Apesar de o blog ser destinado a brincadeiras e dinâmicas mais elaboradas e voltadas ao aprendizado ou fixação de algo que se queira, a partir de agora publicarei também essas "atividades preliminares" que muitas vezes resolvem problemas complicados de algumas classes.

    Quando vou preparar minha aula, pergunto a mim mesma: que vou fazer para que estejam prontos para aprender isso? E aí crio alguma atividade rápida para introduzir o assunto ou mesmo para colocá-los em sintonia com o que vão aprender.

    Por exemplo, se vou dar uma aula de conversação, faço alguma atividade em que precisam falar algumas frases ou palavras, assim a brincadeira funciona como uma espécie de aquecimento. Se terei uma aula explicativa, onde terão que ficar atentos ao que vou mostrar e ensinar, levo uma figura e faço uma brincadeira de adivinhação, assim desperto a curiosidade e a atenção deles.

    Se é uma classe de alunos que conversam muito, faço uma atividade que os acalme, se são apáticos, uma atividade na qual se movimentem, pois faz a adrenalina subir e eles ficam mais "despertos".

    De qualquer forma cada caso é um caso diferente, irei publicando aqui as atividades e cada um pode usar da forma que estão, adaptar ou mesmo podem servir de inspiração para que você crie suas atividades.

    O importante é não fazer tudo sempre igual, despertar a curiosidade e o interesse deles levando sempre novidades e surpreendendo-os sempre. Com isso teremos um caminho bem menos pedregoso e o aprendizado deles se dará de forma mais rápida e agradável.

    Volta às aulas

    Já publiquei aqui uma variação dessa brincadeira, mas agora vai a brincadeira original. Pode ser usado por qualquer professor, de qualquer matéria. Para professores de inglês ou espanhol pode ser ainda mais interessante, para ser usado com alunos de nível intermediário ou avançado.

    Leve uma caixa grande de papelão com vários objetos, quanto mais melhor. No primeiro dia de aula, diga aos alunos que eles terão que contar como foram suas férias em 3 minutos. Peça a um aluno para marcar o tempo e escolha alguém para começar. Explique que ao mostrar um objeto, o aluno terá que inserí-lo em sua história de forma lógica, dizendo o nome dele.

    À medida em que o aluno vai contando sua história, você retira um objeto de dentro da caixa, mostrando-o ao aluno e toda a classe. O aluno tem que continuar sua história, colocando-o nela. Por exemplo, ele está dizendo que foi à praia, você mostra uma tesoura, o aluno diz: ...mas antes de ir à praia precisei de uma tesoura para cortar minhas unhas, que estavam muito grandes. E assim por diante.

    Cada aluno irá falar por 3 minutos, mostre 3 ou 4 objetos para cada um. Quando todos tiverem contado suas férias (e eles irão se divertir muito com isso) você pede para a classe votar na história mais interessante, em quem se saiu melhor contando-a, etc.

    Essa brincadeira é uma forma divertida de todos contarem sobre suas férias e também torna o clima alegre e daí por diante será mais fácil iniciar a aula propriamente dita.

    Jogo da memória - DVD

    Se em determinada lição você tem muitas palavras novas para introduzir, que tal um jogo da memória? O ideal é fazer o jogo antes da lição porque assim seus alunos terão mais facilidade para aprender as palavras dentro do contexto e você gastará menos tempo para passar a matéria.

    Você pode fazer o jogo da memória de diversas maneiras, aqui vou explicar como fazer o jogo da memória com um DVD de imagens. Em primeiro lugar você escolhe as palavras que quer introduzir antes da lição, se forem muitas divida-as em grupos de 10 para ficar mais fácil.

    Depois de escolhidas as palavras procure na internet com o Google na pesquisa de imagens, mas você pode procurar imagens em outros sites, como Yahoo, Uol, Hotmail, etc. Escolha imagens onde a palavra nova que você quer trabalhar esteja bem clara (ski - um par de esquis, dog - um cachorro bem fofo, etc). Não escolha imagens com muitas coisas juntas porque eles podem não identificar o que você quer ensinar.

    Crie uma pasta no seu computador para ficar mais fácil encontrar depois e baixe cada imagem que for encontrando, para ficar mais fácil renomeie todas com a palavra correspondente. Quando tiver baixado todas as imagens, você grava um DVD de imagens. Existem vários programas para gravar DVD, se você não tem nenhum em seu computador, entre no site Baixaki e faça uma busca por 'gravador de cd e dvd', escolha o programa que mais gostar e baixe em seu computador. Eu uso o Nero, mas todos fazem basicamente a mesma coisa.

    Divida seus alunos em 2 grupos e passe o DVD de figuras para eles, a cada figura diga o nome dela e eles devem repetir depois de você. Use o 'pause' para que não vá muito depressa e eles tenham tempo de memorizar. Se forem muitas palavras, passe no máximo 10 e volte ao início. Eu sempre passo duas vezes.

    Na terceira vez você põe a figura e aponta um aluno, ora de um grupo, ora de outro, para dizer a palavra correspondente à figura. Se o aluno escolhido não souber, qualquer aluno do grupo contrário pode se candidatar a responder.

    O grupo só ganha 1 ponto se um de seus elementos disser corretamente a palavra. Faça isso com todas as figuras e no final, veja qual grupo ganhou.

    Jogo da memória - cartazes



    Já expliquei aqui como fazer o jogo da memória com DVD e com baralho, mas você também pode fazer com cartazes.

    Para fazer os cartazes você pode usar cartolina, cortando cada folha em 4 partes e colando figuras que você pode tirar de revistas, para trabalhar o vocabulário que quer ensinar. Você também pode desenhar (se for boa nisso) ou baixar da internet e imprimir.

    Algumas revistas são ótimas para encontrar figuras, eu sempre acho muitas imagens interessantes na revista Caras (sem querer fazer comercial da revista, já que não estou ganhando nada para isso). Se vai trabalhar vestuário escolha uma revista de moda, coisas da casa em revistas de decoração, e assim por diante.

    Para fazer o jogo você vai mostrando as figuras e dizendo as palavras e os alunos repetem em coro, depois de você. Faça isso duas vezes, depois divida-os em 2 grupos e vá mostrando os cartazes e apontando alunos ora de um grupo, ora de outro, para dizerem a palavra. Quando o aluno apontado não sabe ou erra a palavra, qualquer aluno do grupo adversário pode responder.

    O grupo ganha um ponto cada vez que um elemento do grupo acerta e quando terminarem os cartazes, é só somar os pontos para ver quem ganhou.

    Cenas de filme em sala de aula

    É interessante passar cenas de filmes que contenham vocabulário estudado em sala, porque assim seus alunos percebem que o vocabulário ensinado é mesmo usado por nativos, além de aumentar sua percepção sobre como e onde empregá-los.

    Além disso os alunos gostam dessas "sessões improvisadas de cinema", ainda mais se tiver refrigerante e pipoca. Para eles é um momento de diversão, acham que não estão tendo aula.

    Na verdade estão aprendendo, e você poderá potencializar esse aprendizado se após a apresentação der a eles um pequeno questionário para checar o que aprenderam, o que acharam, o que perceberam do vocabulário, etc.

    Hollywood é farta em gêneros e com certeza eles sentirão prazer vendo seus artistas favoritos dizendo as frases que aprenderam em sala de aula.

    Posteriormente publicarei links para baixar programas para editar vídeos, assim você poderá gravar todos os trechos que deseja trabalhar em um DVD e usar quando tiver oportunidade.

12 comentários:

Ieda disse...

Parabéns, Profa. Márcia.
Muito interessante suas sugestões. Adorei.
o jogo da memória em DVD, então, fica super motivador e os alunos, com certeza vão adorar.

Renata Fogaça disse...

sou estudante de letras e faço parte de um projeto da faculdade..achei as atividades ótima para serem usadas em oficinas... parabéns :)

Lorranny Herowath disse...

Adorei as dicas. Muito obrigado por compartilhar ^^

jeffsbarros disse...

Parabéns! Bom d+!

Tatigyn Silveira disse...

Muito bom mesmo!!Congratulations!!!

Rita de Cassía disse...



Todas as atividades são para o Primeiro dia de aula dos alunos


Atividades para o Primeiro dia de aula

Atividades Quem é meu professor

Atividades Turismo na escola

Atividades Direitos e deveres

Atividades para as turmas de EJA

IMACO disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
IMACO disse...

Gostei muito das sugestões. Tenho certeza que vão chamar a atenção dos meus alunos, principalmente os iniciantes. Thank you very much for your help!

Christina

Arcleiton Rocha disse...

Sou professor de Inglês e sempre gosto de começar minhas aulas com alguma dinâmica.
Suas postagens me ajudam muito! Já usei quase todas...
Muito Obrigado!

eliana varela disse...

São perfeitas suas ideias! Esperando ansiosa pelos links para trabalhar melhor com vídeos. Parabéns!

Paulinha disse...

Parabéns Márcia! Espero que a senhora tenha o devido reconhecimento!

Fabio Gutterres Fernandes disse...

Parabéns professora Márcia! Tuas atividades são simples e de fácil aplicação na sala de aula! Muito obrigado pelas dicas!!

Postar um comentário